Coaching vocacional: o papel na descoberta da vocação

24 de Agosto de 2020

A vocação é algo que nos suscita imensas perguntas, especialmente se pensarmos no desafio que é termos de escolher uma profissão e um futuro.

E esta é uma questão que nos persegue desde pequeninos quando nos perguntam “O que é que queres ser quando fores grande?”.

Já nessas idades damos respostas que nos remetem mais para aquele que achamos ser o nosso propósito do que para a nossa vocação:

Quero ser bombeiro, para apagar os fogos e ajudar as pessoas.

Quero ser médico, para salvar vidas e descobrir a cura de doenças.

Quero ser professor, para ensinar os meninos a ler e escrever.

Quero ser assistente social, para criar uma comunidade melhor e mais solidária.

Aquilo que “queremos ser” nada tem que ver connosco, mas com o que queremos dar ao mundo e esta “confusão” mantém-se muitas vezes ao longo da nossa vida.

Por vezes, como me aconteceu a mim, a resposta a “O que é que queres ser quando fores grande?” deixa-nos numa encruzilhada entre aquilo que achámos sempre que queríamos para o nosso futuro (Ser assistente social) e a infelicidade/incompletude que esse futuro nos traz depois de chegarmos lá (Não percebo, foi sempre o que quis fazer, as tarefas são as que esperava ter, o meu trabalho é aquilo com que sempre sonhei, mas...).

Com o Coaching vocacional aprendi que é importante alinharmos a nossa vocação com o nosso propósito, porque estes são unos e indivisíveis, mas temos que saber muito bem quais são cada um deles para conseguirmos escolher a opção de vida que nos irá fazer sentir realizados.

Assim, para podermos compreender qual é o papel do Coaching vocacional na descoberta da vocação, acho que temos de começar por perceber:

Qual é afinal o conceito de vocação?

Derivada do latim vocare (que significa “chamar”), a palavra vocação refere-se a uma tendência, propensão ou talento que nos leva a optarmos por uma carreira ou actividade profissional: Sou bom a correr, sou fazer atletismo (ainda que não goste de ter de treinar todos os dias).

Devido a esta predisposição natural, acabamos por nos sentir mais confortáveis na execução de algumas actividades, o que faz com que seja mais atractivo seguir um determinado caminho em vez de qualquer outro: Devia ser médico, até tenho média para isso e todos esperam que vá para medicina porque os meus pais também são médicos (mas não sou muito bom com pessoas, prefiro os bastidores).

Parecia mais simples do que verdadeiramente é, não é verdade?

Se dependesse apenas de talento e conforto, poderia ser relativamente fácil descobrir em que é que és bom e em que é que te sentes confortável e juntares os dois.

No entanto, nem sempre sabemos do que é que verdadeiramente gostamos, nem sabemos onde que é que estamos verdadeiramente confortáveis porque não testámos outras formas – que se calhar até se adequam mais a nós, mas que desconhecemos.

Assim, mais do que aquilo que julgas conscientemente saber, a tua vocação trata-se de um chamamento interno que começa num lugar profundo dentro de ti e que expressa a tua individualidade, o que faz com que só tu possas descobrir que actividades é que são mais compatíveis com os teus interesses, competências e habilidades e assim tornares a felicidade e a realização pessoal mais presentes na tua vida.

Considerando tudo isto, podemos estabelecer o seguinte conceito: vocação é descobrires os teus recursos diferentes internos e colocá-los ao serviço do mundo sendo feliz.

E onde é que o Coaching vocacional entra nisto?

Penso que o próprio nome, “Coaching vocacional”, ajuda a perceber que este é um tipo de coaching orientado para a descoberta da vocação.

Contudo, para perceberes de que forma é que o Coaching vocacional te poderá ajudar na descoberta da tua vocação, convém saberes que este é um dos subtipos do Coaching de carreira.

Quer já tenhas uma carreira (percurso profissional com vista a atingires uma determinada posição ou função no futuro) a que precisas de fazer alguns ajustes, melhoramentos e adições para corresponder àquilo que idealizaste para o teu futuro ou tenhas uma profissão (actividade laboral que te permite “seres adulto” e “pagares as contas”) que queres transformar em carreira ou que queres deixar de ter para te dedicares àquilo que gostas, ou estejas a dar os primeiros passos no teu percurso escolar mais especializado (que começa a ser definido no fim do 9.º ano e se afunila um pouco mais depois do 12.º) e queiras saber que opções deves escolher para começares a construir um futuro que “tenha a tua cara”, é ao Coaching de carreira que deves recorrer.

Este tipo de Coaching está orientado para te ajudar na definição e conquista dos teus objectivos profissionais, procurando dar resposta às necessidades associadas ao ultrapassar das etapas que compõem o caminho a que chamamos percurso profissional ou carreira.

Entre estas necessidades, aquelas que mais fazem com que os profissionais procurem ajuda são: atingir metas, solucionar problemas e desenvolver novas competências.

Considerando este enquadramento do que é o Coaching de carreira, conseguimos perceber que o Coaching vocacional é uma especialização desta vertente do Coaching que te pretende ajudar a atingires a meta “vocação”, através da resolução dos problemas associados à dúvida e à incerteza sobre o que realmente te faz feliz a nível pessoal e profissional e potenciando o desenvolvimento de competências complementares que te permitirão fazer aquilo de que gostas e para o qual já possuis um jeito natural.

Assentando em três pilares principais, o autoconhecimento, a projecção da imagem futura e a adequação ao mercado de trabalho, o Coaching vocacional procura apoiar-te no processo de descoberta daquele que é o conjunto de qualidades que irá fazer com que te sintas impelido a seguir uma trajectória específica na tua busca pela felicidade pessoal e profissional.

Se ainda não deste por isso, esta coisa do Coaching vocacional depende de ti. Ou seja:

- ninguém te vai dizer para fazeres isto, aquilo e o outro e já está (não existem fórmulas mágicas!),

- ninguém te vai encaminhar para a esquerda ou para a direita (Os testes psicotécnicos resultaram contigo? Comigo não. Foram uma ajudinha.),

- nem ninguém te vai impor nada (O melhor para ti é isto.)

- nem convencer que o azul é melhor do que o amarelo porque a sociedade assim o determinou (Queres ser electricista em vez de engenheiro electrotécnico? E porque não?).

Se é isso que procuras, o Coaching vocacional não te vai poder ajudar porque ninguém te pode dizer qual é a tua vocação.

Assim, és tu quem faz o processo e percorre o caminho interior até à descoberta dos teus próprios recursos e só tu poderás dizer o que é que encontras dentro de ti que podes dar aos outros e ao mundo.

Eu, a Coach, irei acompanhar-te, fazendo perguntas, desconstruindo problemas e pondo em causa as coisas que me fores dizendo para garantir que não ficas refém de pensamentos limitadores, de expectativas exteriores ou de medos e para assegurar que te abres à aprendizagem e à aquisição de novos hábitos e capacidades potenciando uma mentalidade positiva.

Vamos lá descobrir a vocação com o Coaching vocacional

 

O caminho é o meio que te leva até ao teu destino

 

Agora que já sabes que a vocação consiste em TU accionares os teus próprios recursos internos com vista a seres feliz (também) no trabalho e que o Coaching vocacional é o teu processo de discernimento de quais são esses recursos, vamos tentar perceber como é que essa descoberta é facilitada pelo Coaching vocacional:

1. Através de uma tomada de decisão mais informada

É muito comum que tomemos diversas decisões na nossa vida apenas com base na intuição, mas como já vimos, a vocação é mais do que instintos ou paixões, é também a forma como os accionamos e como isso nos faz sentir.

Assim, ao incorporarmos a utilização de ferramentas e de perspectivas mais analíticas a essas escolhas, os resultados serão significativamente mais satisfatórios a longo prazo, porque não damos o salto antes de sabermos onde vamos aterrar.

Além disso, eu salto contigo, para garantir que abrimos o pára-quedas a tempo e sempre que for preciso.

2. Fazendo uma transição mais segura

O processo do Coaching vocacional é uma caminhada na qual é realizado um trabalho de comprometimento profundo entre a Coach (eu) e o Coachee (tu) na procura das respostas. Desta forma, ambas as partes potenciam o processo da verdadeira descoberta da tua vocação com base em factos e não em suposições, o que te dará uma maior confiança de que estás a seguir o teu verdadeiro caminho.

O meu trabalho como Coach é garantir que segues as normas de segurança antes de entrares no avião, que analisas as variantes e te sentes seguro para saltar – e lembra-te: eu vou contigo.

3. Aliviando as pressões externas

Todos sabemos que as nossas escolhas também são influenciadas por variáveis externas a nós. Por vezes isso é algo bom, outras vezes pode ser limitador e até opressor.

Como Coach vocacional farei com que o processo seja acerca de ti e que rumemos em direcção à tua verdadeira vocação, analisando apenas os teus desejos internos e competências, sem deixarmos de lado a análise do mercado de trabalho actual, mas deixando para trás todos os preconceitos e concepções exteriores que te possam estar a prender a uma situação que sabes que não será a ideal.

Eu salto contigo do avião porque tu queres saltar e saber como é, não porque te disseram que todos já saltaram, só faltas tu.

4. Através de um trabalho em paralelo de outras competências

Um bónus do acompanhamento por um Coach na descoberta da vocação é a oportunidade de trabalhares paralelamente outras competências, como a comunicação, a gestão do tempo, a gestão emocional, a assertividade, entre outras.

É verdade que poderás descobrir qual é a tua vocação a partir do trabalho de apenas de uma destas competências, no entanto, todas elas são importantes para a execução prática da tua vocação, por isso, também elas serão trabalhadas e aperfeiçoadas ao longo do processo de Coaching vocacional.

De que vale vestires o pára-quedas e eu saltar contigo, se isso não te ajudar a saber quando o deves abrir e porquê?

5. Pela rapidez do processo

O processo de procura da tua vocação com o Coaching vocacional permite-te obter resultados rápidos e duradouros devido à dedicação e compromisso que este exige de ambas as partes.

Havendo esse comprometimento mútuo e a utilização de ferramentas e técnicas comprovadas conseguimos optimizar os resultados fazendo com que as fases deste caminho sejam ultrapassadas num curto espaço de tempo.

Não existem milagres, mas trabalho e eu irei lá estar a ajudar-te a pesquisar onde é que podes fazer saltos de pára-quedas, como é que fazemos a marcação, como é que vamos até lá e o que é que precisamos para não nos esborracharmos no chão.

A descoberta da vocação é o teu caminho, mas não tem de ser algo penoso se tiveres a ajuda de um Coach vocacional que te ajudará, mas não caminhará por ti.

 

(este artigo foi escrito ao abrigo do antigo acordo ortográfico)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

PURE COACHING IS POWERED BY 4LEADS.COM.BR

crossmenu