Etapas do Coaching vocacional

9 de Fevereiro de 2021

Etapas do Coaching vocacional

Se ainda não tens a certeza se o Coaching é para ti, deixa-me explicar como é que tudo se processa.

Antes de mais, tens de ter sempre em mente que para que o Coaching seja um processo personalizado tem de se basear numa parceria, em que o Coach é um agente facilitador da mudança, o qual te irá acompanhar, sem preconceitos ou juízos de valor, durante o teu percurso até aos teus objectivos.

Essa colaboração pressupõe sinceridade, confidencialidade e confiança mútua, assim como empenho da tua parte e compromisso para com o processo.

O processo é teu.

O Coach apenas facilita e desafia.

 

O processo de Coaching vocacional

Poderás ter reparado que refiro que o Coaching é um “processo”, ou seja, não acontece do dia para noite, é um caminho, um conjunto de peças que se vão encaixando umas nas outras para criar a ponte de ligação entre estados. No fundo, se precisas de um Coach é porque precisas de ir do sítio onde estás agora para outro sítio, um sítio onde desejas estar.

Este processo de Coaching vocacional é um processo planeado e contínuo de aperfeiçoamento e autoconhecimento, devendo ter um prazo definido e devendo ser composto por um princípio, meio e fim, com vista à consecução de um objectivo a curto, médio e/ou longo prazo na área das vocações.

Este processo prevê que desenvolvas uma autoconsciencialização do Eu, das tuas capacidades, crenças e desejos, levando ao aprimoramento da definição das metas que pretendes atingir na vida escolar, académica e profissional.

 

Quais são as etapas deste processo?

No caso da Pure Coaching, tudo começa com uma Sessão de avaliação, na qual teremos uma conversa em que tanto eu, enquanto Coach, como tu, enquanto Coachee, iremos avaliar se somos uma boa dupla e se temos o compromisso necessário para darmos seguimento ao processo de Coaching.

Caso queiramos avançar, será necessário definirmos qual é o Estado actual, qual é o Estado desejado e qual será o Plano de acção, deixando bem definido como iremos trabalhar (prazos, horários, valores, locais/meios e datas, número de sessões e forma de funcionamento).

Assim, podemos indicar 4 etapas após a aceitação do processo:

  1. Definição do Estado actual – nesta etapa será necessário fazer um balanço da situação actual e das dificuldades ou dúvidas que te levaram a procurar o acompanhamento de um Coach, assim como dos desejos e crenças que pretendes alcançar ou ultrapassar, respectivamente.
  2. Definição do Estado desejado – nesta etapa o processo focar-se-á no objectivo, ou seja, no resultado que desejas alcançar no final do processo, ajustando-se o foco de forma a conseguirmos definir algo específico, mensurável, atingível, realista e temporalmente realizável (Objectivos SMART).
  3. Definição do Plano de acção – com a definição de onde estamos e para onde queremos ir, é possível pensarmos num plano de acção, uma vez que já saberemos quais são os pontos fortes e os pontos a desenvolver, tanto no que toca à inteligência técnica, como no que toca à inteligência emocional. Nesta etapa é importante reforçar a importância do teu compromisso e da utilização dos recursos sugeridos e das ferramentas exploradas com o Coach para o sucesso de todo o processo.
  4. Execução do Plano de acção – nesta etapa serão postas em prática métodos e técnicas que possam potenciar o processo de desenvolvimento e de aperfeiçoamento das tuas competências e aptidões com vista à obtenção do objectivo que tu tiveres definido. É nesta etapa que serão trabalhadas as capacidades técnicas, comportamentais e emocionais necessárias para conseguires atingir o objectivo anteriormente definido. Será importante para todo o processo que celebres cada uma das conquistas feitas e avaliares cada uma das dificuldades sentidas, sendo esta a fase mais importante no que concerne ao compromisso e envolvimento do Coachee (tu) na execução das tarefas necessárias à progressão, assim como na honestidade perante todo o processo.

A estas 4 etapas associamos ainda uma etapa de Follow-up, na qual fazemos o teu acompanhamento de forma a verificarmos se os avanços alcançados se mantêm e se é preciso reajustar alguma coisa que possas não ter incorporado tão bem. Também nesta etapa podemos reanalisar as ferramentas de Coaching e os teus recursos pessoais que explorámos ao longo do processo, de forma a potenciarmos ainda mais os resultados obtidos.

 

Como funciona uma sessão de Coaching?

As sessões de Coaching consistem numa dinâmica de co-construção que te pretende ajudar na tua procura pessoal.

Ao longo das sessões, será feito o acompanhamento dos progressos feitos, dos desafios ultrapassados, das dificuldades sentidas, das emoções e dos sentimentos que cada uma das situações te suscitou e dos objectivos alcançados aquando da utilização dos recursos e/ou das ferramentas exploradas na sessão anterior.

Analisada a execução das tarefas, deverás conseguir identificar que tema desejas ver trabalhado naquela sessão, o qual deverá estar alinhado com o teu propósito.

Tendo o tema escolhido, o Coach sugerirá aquelas que crê serem as melhores técnicas e recursos a utilizar considerando as tuas características pessoais e tendo em vista a potenciação da tua consciencialização relativamente àquilo que aprendeste e de como os poderás utilizar no futuro, numa perspectiva de melhoria contínua – inclusivamente após o processo de Coaching terminar. Feita essa sugestão, terás de decidir se os queres usar ou não e deverão ser acordadas as acções a executar até à próxima sessão, reforçando-se a tua responsabilização, motivação e compromisso com o processo, o teu processo.

Este método repete-se entre todas as sessões: autoconhecimento ➡︎ desenvolvimento acompanhado de competências ➡︎ exploração dos recursos ➡︎ auto-avaliação ➡︎ definição do passo seguinte através das acções a tomar ➡︎ execução das acções ➡︎ avaliação dos resultados, dificuldades e desafios.

Ainda que o encadeamento das sessões pressuponha um ciclo, este será ajustado sempre que for necessário – não porque não cumpriste a tua parte (fazer a tua parte faz parte do teu compromisso para com o processo; e este compromisso é essencial), mas porque não atingiste o que querias ou tiveste mais dificuldade em cumprir as acções associadas à evolução.

 

Claro que, sendo este um processo personalizado e adaptado às tuas necessidades e personalidade, este é apenas o esqueleto sobre o qual trabalhamos, de forma a podermos dar-te uma ideia daquilo que poderás esperar se decidires trabalhar com a Pure Coaching: muito trabalho, mas por uma boa causa, o teu Propósito!

 

(este artigo foi escrito ao abrigo do antigo acordo ortográfico)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

PURE COACHING IS POWERED BY 4LEADS.COM.BR

crossmenu